Outubro Rosa: o que você precisa saber sobre o câncer de mama

Médico observa exames contrastados
Exames contrastados são seguros? Entenda aqui os principais riscos
11 de dezembro de 2020

Outubro Rosa: o que você precisa saber sobre o câncer de mama

Mulheres unidas contra o câncer de mama no Outubro rosa

Todos os anos, o mês de outubro é marcado pela campanha do outubro rosa. São ações que tem o objetivo de frisar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Além disso, é uma iniciativa que leva informações relevantes sobre a doença, com o intuito de conscientizar as mulheres sobre os sintomas e tratamentos. Sendo assim, contribui para disseminar orientações e promover a saúde.

Estar bem informada é essencial, ainda mais sobre um tema importante. Pensando nisso, confira neste post informações valiosas sobre o assunto e saiba mais sobre o câncer de mama!

Como é a prevenção do câncer de mama?

O câncer de mama é formado quando há multiplicação desordenada das células, causando um tumor. É o segundo tipo de câncer mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo.

Algumas atitudes podem ajudar a impedir o surgimento dessa doença e são orientados em toda campanha do outubro rosa. Basicamente, são hábitos que mantêm o corpo saudável e proporcionam inúmeros benefícios.

Esses hábitos são:

  • alimentação saudável;
  • exercícios físicos regulares;
  • equilíbrio do peso corporal;
  • autoexame e mamografia anual.

Quais os sintomas do câncer de mama?

Os sintomas do câncer de mama podem se manifestar de formas diferentes, de acordo com o quadro do paciente. Alguns sintomas são percebidos no autoexame, outros se tornam aparentes. É preciso observar com atenção os seguintes sinais:

  • descamação do mamilo;
  • dor;
  • edema cutâneo na pele;
  • hiperemia;
  • inversão do mamilo;
  • linfonodos palpáveis na axila;
  • nódulo;
  • retração cutânea;
  • secreção papilar.

Como é realizado o diagnóstico?

O diagnóstico precoce é essencial e eleva significativamente as possibilidades de cura. Para isso, os exames de rotina como o autoexame, mamografia e ultrassonografia são determinantes para identificar a doença com antecedência. No entanto, a biópsia é a única forma para confirmação.

Quais os tratamentos para a doença?

O tratamento do câncer de mama leva em consideração o estágio da doença, características biológicas e condições da paciente. Com essas informações, o médico especialista vai indicar o tratamento mais apropriado, que podem ser:

  • cirurgias;
  • radioterapia;
  • quimioterapia;
  • hormonioterapia;
  • tratamentos paliativos.

Por que a mamografia é importante? 

A mamografia tem o objetivo de detectar o câncer de mama ainda no estágio inicial, o que é fundamental para o sucesso do tratamento. De fato, é a melhor forma para elevar as chances de cura e reduzir os efeitos da doença.

Qual o momento certo de realizar o exame?

A recomendação da grande maioria dos médicos especialistas é fazer a mamografia anualmente, para mulheres a partir dos 40 anos. No entanto, se houver risco elevado, como o histórico familiar próximo, o ideal é começar a partir dos 30 anos.

Como o exame é realizado?

A mamografia é feita por um exame de raio-x realizada em um equipamento denominado mamógrafo. A mama da paciente é comprimida em duas placas de acrílico, permitindo uma visualização completa.

Quais são as dúvidas mais frequentes?

O câncer de mama é alvo de muitas dúvidas, mesmo com a campanha do outubro rosa. Diante da gravidade do assunto, é preciso estar bem informada para agir com proatividade e preservar a saúde, sobretudo para entender melhor como é o exame da mamografia.

Veja as principais dúvidas sobre a mamografia!

Por que fazer a compressão?

A mama é composta por diferentes tipos de tecidos, nesse sentido, a compressão é necessária para dissociar os tecidos e proporcionar maior nitidez no exame. É uma forma para ter mais precisão e evitar ter que repetir o exame.

Pode fazer?

Não há situações em que não seja permitido fazer o exame. Mesmo causando incômodos, pode salvar vidas, pois o exame de qualidade contribui para ter um diagnóstico precoce.     

Quem tem silicone pode fazer?

A prótese de silicone não impede o exame da mamografia, entretanto, é preciso avisar o profissional para posicionar melhor a mama no equipamento. No caso de resultado duvidoso, é provável ter que fazer outro exame de detecção, como o ultrassom ou ressonância magnética.

O outubro rosa é uma iniciativa especial, onde a conscientização sobre a prevenção, importância do diagnóstico precoce e tratamentos do câncer de mama toma proporção mundial.

É uma forma de despertar a atenção para a importância de prevenir uma doença séria, que atinge milhares de pessoas todos os anos. Portanto, se você deseja preservar a sua saúde, é importante manter os exames em dia e adotar hábitos para prevenir o câncer de mama, como é abordado fortemente durante o outubro rosa. Gostou do post? Agora que está bem informada sobre o outubro rosa, acesse o site da Scopp e saiba como ter diagnósticos de imagem precisos e confiáveis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

× Podemos ajudar?