Covid-19: como a tomografia de tórax pode ajudar na avaliação de pacientes contaminados?

Exames de raio-x: médico observa exame de imagem de paciente.
Exames que utilizam raio-x fazem mal? Confira mitos e verdades sobre eles!
8 de abril de 2021
Angiotomografia: médico analisa pulmão de paciente;
Tromboembolismo pulmonar: a angiotomografia ajuda no tratamento da Covid-19?
21 de abril de 2021

Covid-19: como a tomografia de tórax pode ajudar na avaliação de pacientes contaminados?

Tomografia de tórax: médico negro observa o exame.

A tomografia de tórax é um exame de diagnóstico por imagem muito utilizado em suspeitas de doenças pulmonares, acidentes e outros casos. No entanto, você sabia que este exame tem sido utilizado como um dos principais métodos diagnósticos para a Covid-19?

Além disso, a tomografia de tórax se tornou um dos principais métodos para acompanhar pacientes já curados pela infecção causada pelo novo coronavírus. No artigo de hoje, você vai entender melhor como este exame se tornou a principal forma de diagnóstico em meio à pandemia da Covid-19. Confira!

O que é tomografia de tórax

A tomografia de tórax é um exame de diagnóstico por imagem, assim como o raio-x, a ressonância magnética e a mamografia, por exemplo.  Este método conta com múltiplos detectores que permitem a melhor visualização da parte interna do corpo, permitindo   reconstrução em vários eixos ou mesmo em forma tridimensional, avaliando órgãos internos, partes moles, vasos e ossos, com detalhamento superior a um raio-x tradicional.

Embora utilize radiação ionizante, os avanços tecnológicos vêm permitindo a redução progressiva das doses, o que proporciona maior segurança aos pacientes.

Como o exame é realizado

O exame é feito por um profissional técnico em radiologia, com o paciente deitado sob uma mesa que se move para dentro e fora de um túnel redondo, chamado de tomógrafo. Durante o procedimento, o tubo se move ao redor do paciente, emitindo feixes de radiação em ângulos precisos, que não são visualizados ou sentidos pelo paciente. Essas imagens são combinadas por um sistema computadorizado (software), para que mais tarde possam ser analisadas por um médico especializado, que fará o relatório oficial.

Durante a realização do exame, o paciente deve se manter imóvel, evitando o risco de distorções nas imagens. Em alguns casos, pode ser necessário que a pessoa prenda a respiração por alguns segundos, para melhorar os resultados. É um exame indolor, que não causa nenhum tipo de desconforto.

Como o exame pode contribuir para avaliar pacientes com Covid-19

Grande parte das pessoas infectadas pela Covid-19 apresentam sintomas leves da doença. Entretanto, outras podem apresentar sintomas  respiratórios graves. Por isso, o distanciamento social, assim como a higienização frequente das mãos e o uso de máscaras é fundamental para encurtar o ritmo de contágio.

Diante desta doença, o exame de tomografia de tórax se apresentou muito importante para diagnosticar a presença da Covid-19, permitindo avaliar a gravidade e extensão de problemas pulmonares causados pelo novo coronavírus ainda no início da infecção, seja em pacientes com suspeita ou confirmados pela doença.

Médicos utilizam a tomografia de tórax em busca de sinais de pneumonia viral, que ainda que apresente sintomas inespecíficos, têm grandes chances de serem causadas pelo novo coronavírus durante a pandemia, auxiliando no diagnóstico da Covid-19. A tomografia é cada vez mais utilizada, por ser um método mais disponível e com resultado mais rápido que os exames laboratoriais utilizados para pesquisa viral (PCR e anticorpos).

Além do diagnóstico, a tomografia de tórax é útil na avaliação da extensão do comprometimento pulmonar do paciente, assim como a estratificação e gravidade da doença, servindo de critério para que os médicos possam decidir se o paciente necessita de cuidados intra-hospitalares, ou seja, internação.

Por sua precisão, a tomografia de tórax permite que os profissionais consigam agir mais rápido. Com um exame com esse em mãos, é possível adiantar ações como isolamento do paciente e estratégias de tratamento. 

Alterações tomográficas como o vidro fosco periférico, bilateral e mais evidente em lobos pulmonares inferiores são bastante específicos e típicos da doença COVID19.

Atualmente, clínicas de diagnóstico por imagem seguem protocolos de segurança e limpeza a fim de evitar a disseminação do vírus, conforme orientação do Colégio Brasileiro de Radiologia e também do Ministério da Saúde.

A Clínica Scoppetta, um dos centros de diagnóstico por imagem mais respeitados na cidade de São Paulo, disponibiliza o exame de tomografia de tórax em suas unidades, contribuindo para um diagnóstico precoce e tratamento adequado não só no caso da Covid-19, mas também em outras patologias.Quer saber onde realizar este exame de forma rápida e segura? Então, conheça o serviço de tomografia da Clínica Scoppetta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

× Podemos ajudar?